PrevSIAS
Espaço do Participante
Contato

Esteja preparado para o Imposto de Renda 2020

Blog SIAS 31 de janeiro de 2020

Esteja preparado para o Imposto de Renda 2020

Imposto de Renda 2020, mesmo ainda faltando algum tempo para começar a entrega, muita gente começa a procurar informações sobre o tema, ainda assim, é comum que a grande maioria das pessoas empurre o assunto com a barriga, para a última hora.

Quem faz a entrega nos primeiros dias acaba sempre contando com maior rapidez na hora de receber a restituição do imposto, dinheiro que normalmente chega em boa hora e que ajuda muita gente.

Quem deixa para a última hora também acaba correndo maior risco de não encontrar alguma documento e se complicar na hora de acertar as contas com o Leão.

Quem precisa fazer a declaração de imposto de Renda?
Estão obrigados a declarar o imposto de renda 2020 contribuintes que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2019.

Também precisam fazer a declaração os contribuintes que se enquadrarem nas seguintes situações:

  • Assalariados, aposentados ou pensionistas com renda mensal superior a R$ 1.903,98.
  • Contribuintes que tiveram rendimentos não tributáveis (seguro desemprego, vale transporte, etc) acima de R$ 40.000,00.
  • Trabalhadores rurais com rendimento bruto anual superior a R$ 128.308,50.
  • Contribuintes que investiram qualquer valor em ações em bolsa, criptomoedas e similares.
  • Contribuintes com imóvel ou terrenos com valor superior a R$ 300 mil.

O que vou precisar para fazer a declaração de imposto de renda
Para fazer a declaração de imposto de renda alguns documentos são indispensáveis. São documentos que comprovam sua identidade como os números de RG, CPF, Título de eleitor e também os dados que comprovam a residência do contribuinte.

Também são necessários para a declaração alguns documentos importantes que se referem a renda do contribuinte, como:

  • Informes de rendimento das fontes pagadoras;
  • Informes de rendimento das instituições financeiras;
  • Informes de rendimento de bens móveis e imóveis recebidos;
  • Darf´s;
  • Notas fiscais de serviços que garantem dedução de imposto.

Aposentados, pegue o informe de rendimento no INSS
Os aposentados e pensionistas podem verificar o informe de rendimento diretamente pelo site da Previdência Social. É fundamental verificar se os valores recebidos estão dentro da faixa de obrigatoriedade da declaração.

A Previdência costuma disponibilizar o informe para download no final do mês de fevereiro.

Recibos e notas fiscais: o que não pode faltar
As despesas com médicos, dentistas e outros profissionais de saúde, exames, internações e planos de saúde podem ser deduzidas integralmente no Imposto de Renda, mas precisam estar bem organizadas.

Lembre-se que é importante guardar os papéis por no mínimo cinco anos, a Receita Federal pode solicitar a comprovação da veracidade das informações.

A organização é tudo, por isso separe todos os recibos, notas fiscais e boletos de despesas pagas ao longo do ano passado.

Fique atento, confirme se os papéis discriminam o nome do prestador, endereço, o serviço prestado, valor, CPF ou CNPJ de quem prestou o serviço, além do seu nome completo e CPF.

Gastos com educação
Como de costume a Receita Federal só aceitará a dedução de despesas com escolas de ensino fundamental, médio, superior, pós-graduação ou técnico.

Portanto, não tente lançar gastos com cursos extracurriculares, como inglês ou balé, nem com cursinhos preparatórios para a faculdade, porque não serão considerados.

A Receita Federal também não aceita despesas com compra de livros, uniforme ou qualquer tipo de material escolar também não são aceitas.

Não se esqueça de juntar e organizar os boletos ou recibos de pagamento, que devem trazer o nome da escola e o CNPJ, além do nome do aluno. Além das despesas próprias com educação, você também pode abater os gastos dos seus dependentes e alimentandos

Estar preparado é sempre a melhor opção
Chegamos ao final do mês de janeiro, até o início do período de declaração você terá um bom tempo para se organizar e ficar tranquilo no momento de preparar e enviar sua declaração de imposto de renda.

Por enquanto, opte por organizar e separar todos os documentos necessários para ganhar tempo e não correr nenhum risco de complicar o envio da declaração.

Fonte: site Dinheirama